Letters from a traveller | #6

Tudo junto e misturado
Novembro 19, 2019

O que dizer de Salvador... Energia que vibra o tempo todo, parece que há mais luz lá do que em outros lugares que visitei, não sei bem explicar, é pura magia. Sim, é claro que há um abismo social e em vários pontos encontramos falta de cuidado com a cidade, sua história e seu povo, mesmo assim ela brilha, parece que emana coragem e alegria de simplesmente se estar vivo.

Palestrar no Design para Vida foi marcante. Falei logo após minha querida amiga, a arquiteta Crisa Santos, uma profissional com sensibilidade a flor da pele, que lida diariamente com assuntos dos quais 99,9% da população prefere fugir: o luto, a morte. Ela desenvolve projetos que transformam cemitérios em lugares de acolhimento, transformando sensações que não deixam de ser difíceis, mas que podem muito bem serem mais humanas. Como bem disse Ric Peruchi, outro amigo querido que nos deu a honra de assistir nossas palestras: a Crisa faz cemitérios para os vivos. Sei que o assunto parece estranho, mas se você buscar entender um pouco mais sobre o trabalho que ela faz a partir da neuroarquitetura e da biofilia verá que o que estou dizendo faz todo sentido.

Bom, voltando para a Semana Design Salvador, conteúdo e troca são as palavras que a definem. Num espaço incrível, o Espaço Colabore, no Parque da Cidade, falou-se dos mais diversos assuntos na área de design, transdisciplinaridade, sustentabilidade, impacto social, mudanças de vida e carreira, encontros e desencontros importantes para que cada um que estava lá tivesse chegado aonde está hoje. Aliás, com certeza, a partir dali novos caminhos surgiram e com certeza teremos muito mais para compartilhar, afinal a Semana Design Salvador já tem nova data, de 22 a 25 de outubro de 2020.

Enquanto tudo isso rolava lá em Salvador, em São Paulo a exposição Duas Crônicas, do qual a expo Kwasawá fez parte, acontecia no Museu A CASA, pontuando a importância do respeito e da valorização da ancestralidade indígena e como podemos inovar sem negarmos ou apagarmos nosso passado. Para quem não conseguiu visitar, fizemos um breve vídeo contando um pouco sobre o processo e parte do seu resultado, uma vez que desejo que ele continue reverberando por aí!

E, como não sei ficar parada, ainda resolvi reabrir a Galeria Yankatu, desta vez com foco nos projetos da Yankatu junto aos artesãos brasileiros, trazendo não apenas o lançamento de novos trabalhos, mas buscando permitir que você vivencie também um pouco da cultura da região, uma das minhas fontes de inspiração. Então, já anotem na agenda, pois espero vocês dia 28/11, a partir das 17h, com a Série Carimbó! 

About the author

Yankatu - Design + Art with Brazilian soul

Maria Fernanda Paes de Barros Penteado

Add a comment